DIREITO DO CONSUMIDOR

ADVOGADO DE DIREITO DO CONSUMIDOR EM GOIÂNIA

Bruno de Bruno

Especialista em Direito do Consumidor

Encontre o suporte necessário para garantir seus direitos

O Direito do Consumidor visa garantir proteção a sociedade, previstos no Código de Defesa e Proteção do consumidor.

Muitos são os casos em que o consumidor pode ser lesado. Uma negativação indevida por exemplo, pode impedir que um indivíduo consiga alugar um imóvel, realizar crediários em algumas lojas, fazer empréstimos ou ainda ocupar cargos públicos.

Em casos como esse, a maior consequência de ter o CPF ou CNPJ negativado, é perder a credibilidade na praça, assim é possível entrar com uma ação na Justiça afim de conseguir uma indenização por danos morais.

Como advogado especialista em Direito do Consumidor, tenho o dever de defender os princípios básicos de um indivíduo e assegurar contra fraudes no mercado de consumo e ainda garantir transparência e segurança para os usuários dos bens e serviços, além de lidar com as relações entre fornecedores e seus consumidores.

Atuação Jurídica em Direito do Consumidor

Conheça mais sobre os serviços a seguir.

Negativação Indevida

Negativação indevida é um ato extremamente prejudicial, tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas. É muito comum uma empresa errar ao inserir os dados nos birôs de proteção ao crédito, como Serasa e SPC.

É possível cancelar os registros feitos de forma impropria, além disso, pode entrar com uma ação para reparar danos sofridos, por intermédio de um advogado especialista em Direito do Consumidor.

Contrato de Locação, Compra e Venda de Imóveis

Os danos morais ocorrem quando a vítima sofre constrangimentos, humilhações ou vexames tão intensos a ponto de abalá-la psicologicamente.

Já os danos materiais, trata-se de danos materiais causado por outrem, podendo ser total, denominado dano emergente, ou lucro cessante, onde a vítima tem prejuízos deixando de ganhar algum dinheiro.

Quem sofre lesão moral ou material decorrente de atitudes desencadeada por terceiros, tem o direito de pleitear uma Indenização, com a finalidade de compensar a vítima pelos tormentos.

Obrigação de Fazer

A Obrigação de Fazer consiste no ato de fazer do devedor, ou seja, incide na obrigação de indenizar o credor por perdas e danos, caso o devedor se recusar a prestar com as obrigações a ele imposto.

Bruno de Bruno pode auxiliar você.

Bruno de Bruno utiliza sua experiência para oferecer aconselhamento jurídico e a representação de que você precisa. Entre em contato para discutir como podemos ajudá-lo.